16 DE AGOSTO | |

Rio Branco, AC

Giro Acreano no Facebook Giro Acreano no Twitter Giro Acreano no Google Plus Fale conosco
Publicado em 31/05/2017 - 10:57

Mudança Climática é ameaça sem precedentes, mas também uma oportunidade, diz Chefe da ONU

Em palestra a estudantes em Nova York, António Guterres apresentou um plano de ação de cinco pontos para mobilizar o mundo para a ação climática.

Da Redação,
Giro Acreano

Foto: ONU

Em palestra a estudantes em Nova York, António Guterres apresentou um plano de ação de cinco pontos para mobilizar o mundo para a ação climática. “Milhares de empresas privadas, incluindo grandes empresas de petróleo e gás, estão tomando suas próprias medidas. Eles sabem que o negócio verde é um bom negócio. Não é apenas a coisa certa a fazer, é a coisa inteligente a fazer”, disse em evento de escola de negócios da Universidade de Nova York.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, lançou nessa terça-feira, 30, um apelo à ação para enfrentar o desafio climático.

Dirigindo-se a estudantes, líderes empresariais e pesquisadores da Escola de Negócios Stern da Universidade de Nova York, Guterres descreveu os riscos crescentes das mudanças climáticas e as oportunidades para criar empregos, gerar crescimento econômico e construir as bases para um mundo mais seguro e mais estável.

“Os efeitos das mudanças climáticas são perigosos e estão se acelerando”, afirmou. “É absolutamente essencial que o mundo implemente o Acordo de Paris – e que possamos cumprir esse dever com maior ambição.”

Guterres destacou que a ação climática já está em andamento, e que os países e empresas que estão envolvidas irão colher os frutos.

“Milhares de empresas privadas, incluindo grandes empresas de petróleo e gás, estão tomando suas próprias medidas”, disse Guterres. “Eles sabem que o negócio verde é um bom negócio. Não é apenas a coisa certa a fazer, é a coisa inteligente a fazer.”

“O trem de sustentabilidade deixou a estação. Suba a bordo ou fique para trás. Aqueles que não apostam na economia verde viverão em um futuro cinzento. Aqueles que abraçam tecnologias verdes estabelecerão o padrão-ouro para a liderança econômica no século XXI.”

Guterres apresentou um plano de ação de cinco pontos para mobilizar o mundo para a ação climática.

O primeiro ponto do plano pede a intensificação do engajamento político de forma a ampliar esforços para limitar o aumento da temperatura para bem abaixo de 2 graus e o mais próximo possível de 1,5 grau.

Em segundo lugar, um apoio mais forte e integrado de todo o sistema de desenvolvimento das Nações Unidas aos governos, na medida em que se esforçam por cumprir os compromissos em matéria de clima no alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), parte da Agenda 2030.

Terceiro, o engajamento com governos e atores importantes, incluindo as indústrias de carvão, petróleo e gás, para acelerar a transição global para a energia sustentável. Em quarto lugar, esforços intensificados para mobilizar recursos nacionais e internacionais para a adaptação, a resiliência e a implementação de planos nacionais de ação climática.

E em quinto, novas e reforçadas parcerias, incluindo com o setor privado e através da cooperação Norte-Sul, Sul-Sul e triangular.

O secretário-geral pretende convocar uma cúpula sobre o clima em 2019 e afirmou estar “fortemente empenhado” em trabalhar com todos os governos e parceiros para reunir opiniões divergentes e forjar uma visão comum sobre a forma de abordar as mudanças climáticas. Segundo Guterres, trata-se de uma “ameaça sem precedentes, mas também uma oportunidade”.

Confira o discurso na íntegra, em português, clicando aqui.


Veja também

Deixe seu comentário