18 DE OUTUBRO | |

Rio Branco, AC

Giro Acreano no Facebook Giro Acreano no Twitter Giro Acreano no Google Plus Fale conosco
Publicado em 11/04/2018 - 16:25

MPAC realiza oficina para articulação da rede socioassistencial em Bujari

O Psicólogo do Cras do Bujari, Edy Bastos, citou a importância das ‘Trocas de saberes e fazeres’. “Aprendemos juntos e, com isso, crescemos juntos.

Da Redação,
Portal Giro Acreano.

O Núcleo de Apoio e Atendimento Psicossocial (Natera) e o Centro de Atendimento à Vítima (CAV), órgãos auxiliares do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), realizaram com a rede de serviços socioassistenciais e o Conselho Tutelar do município de Bujari, nestas segunda e terça-feira (9 e 10), a ‘Oficina de Diálogos Intersetoriais’.

O objetivo da capacitação é promover a aproximação entre os diversos órgãos que acompanham e atendem pessoas em situação de vulnerabilidade social no município. “A gente veio para fazer esse trabalho com a perspectiva de apresentar os serviços do CAV e do Natera, e discutir os instrumentos, abordagens utilizadas pelo psicólogo, pelo assistente social”, explicou a coordenadora administrativa do CAV, Luciana Gadelha.

Solicitada pelo promotor de Justiça de Bujari, Luís Henrique Corrêa Rolim, a oficina reuniu representantes do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e conselheiros tutelares, focando na troca de experiências, atualização de informações, esclarecimento de responsabilidades e apresentação dos serviços que são executados por cada órgão.

Para o promotor de Justiça, a iniciativa do MPAC representa uma contribuição para a efetividade da política de assistência social e a promoção e proteção dos direitos das crianças, adolescentes e, ainda, de idosos. “O Ministério Público tem essa obrigação de cobrar a efetividade em todos os serviços, em todas as políticas públicas, e colaborar para que a sociedade melhore, para que as pessoas sejam bem atendidas.”

O coordenador administrativo do Natera, Fábio Fabrício Pereira, enfatizou que a proposta consiste em estabelecer uma relação de diálogo entre as instituições. “O MPAC tem alguns serviços que atuam na área extrajudicial e tem a presença dessas equipes multidisciplinares que podem ajudar nesse diálogo para que o sistema de assistência social, o sistema de saúde pública, os conselhos tutelares, os órgãos responsáveis pelas políticas públicas, como os conselhos de direito, tenham uma relação.”

Da mesma forma, o Psicólogo do Cras do Bujari, Edy Bastos, citou a importância das ‘Trocas de saberes e fazeres’. “Aprendemos juntos e, com isso, crescemos juntos. Então, parabéns ao MPAC pela equipe que tem, pela equipe que veio dar essa formação e, com certeza, estaremos mais juntos a partir de agora”, comentou o psicólogo.

* Com informações da Agência de Notícias do MPAC.


Veja também

Deixe seu comentário