10 DE DEZEMBRO | |

Rio Branco, AC

Giro Acreano no Facebook Giro Acreano no Twitter Giro Acreano no Google Plus Fale conosco
Publicado em 31/03/2017 - 23:00

Medicina Veterinária da Ufac dá início ao primeiro Doutorado

As turmas de mestrado e doutorado em Sanidade e Produção Animal Sustentável na Amazônia Ocidental inicia a formação de 42 alunos.

Da Redação,
Giro Acreano

A Universidade Federal do Acre (Ufac) promoveu nesta sexta-feira, 31, a aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em Sanidade e Produção Animal Sustentável na Amazônia Ocidental. O evento realizado no auditório da Unidade de Ensino e Pesquisa em Medicina Veterinária Mário Alves Ribeiro, localizado no campus de Rio Branco, marcou o início da primeira turma de doutorado e do terceiro grupo de mestrado da instituição na área de ensino.

Ao todo, 42 discentes formam as duas turmas do programa stricto sensu. Destes, 25 são estudantes do doutorado e 17 do mestrado. Fernando Andrade Souza, coordenador da pós-graduação, contou que a proposta do curso de doutorado foi aprovada no fim de 2015. A abertura do processo seletivo, segundo ele, ocorreu em 2016. “As aulas do doutorado iniciaram agora, em 2017, e durarão quatro anos. Já as do mestrado serão de dois anos”, explicou.

“Em uma região [Norte] em que apenas 4% da população são de doutores, ter um programa desse tipo no Acre é de extrema importância. Ter mão de obra qualificada no nosso estado melhora a qualidade dos serviços prestados à população. Daqui sairão profissionais altamente qualificados que atuarão em diversas iniciativas [pública e privada] com um bom serviço à comunidade. As pesquisas que serão desenvolvidas nesse período também trarão diversos benefícios”, avaliou Souza.

Para Guida Aquino, reitora em exercício da Ufac, a primeira turma de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Sanidade e Produção Animal Sustentável na Amazônia Ocidental é um exemplo claro da expansão dos cursos de pós-graduação na universidade acreana. “Este é um momento maravilhoso. De 2012 para cá aumentamos o número de mestrados [que eram seis e agora são 14] e de doutorados [que antes não existiam e hoje totalizam quatro]”, enfatizou Aquino.

“A Ufac vive um momento importantíssimo com a expansão da pós-graduação. Isso mostra que estamos respondendo as diversas demandas da sociedade com pesquisas de qualidade para nossa região. Com esses quatro doutorados e os 14 mestrados, nossa instituição contribui para alavancar as pesquisas no Acre e na Região Norte. A gente espera que este doutorado interfira positivamente na graduação, já que a pós-graduação contribui para a melhoria do ensino”, descreveu Guida.

Formado em Ciências Biológicas e mestre na área de Ciência Animal, Itacir Olivio Farikoski escolheu o doutorado da Ufac por acha-lo inovador dentro da Região Amazônica. De acordo com ele, a pós-graduação servirá para aumentar ainda mais seus conhecimentos e ajudará a desenvolver pesquisas que contribuirão para a sociedade. “Quero passar para outras pessoas o conhecimento adquirido neste curso e trazer um maior índice de pesquisas para a Amazônia”.


Veja também

Deixe seu comentário