10 DE DEZEMBRO | |

Rio Branco, AC

Giro Acreano no Facebook Giro Acreano no Twitter Giro Acreano no Google Plus Fale conosco
Publicado em 07/11/2017 - 16:02

Hospital de Sena Madureira está sem ambulância para atender a população

Sena Madureira é o terceiro maior município do Acre, porém, não vem recebendo a atenção devida na área da saúde

Da Redação,
Portal SenaOnline.Net.

O Hospital João Câncio Fernandes, principal unidade de saúde de Sena Madureira, amanheceu esta terça-feira, 7, sem contar com nenhuma ambulância para atender a população. O único veículo do SAMU existente no município apresentou pane em uma das peças e foi preciso ser levado para o conserto na capital acreana.

Na manhã de hoje um morador que precisava ser deslocado do Bairro Segundo Distrito para o hospital foi conduzido em uma viatura do Corpo de Bombeiros. “Meu sobrinho também quebrou o braço hoje e tivemos que transportá-lo para Rio Branco em um carro particular”, confirmou o morador Wanderley da Dina.

Em entrevista à Rádio Dimensão FM na tarde de hoje, o gerente do Hospital João Câncio Fernandes, Juza Bispo, confirmou o problema. “A nossa ambulância apresentou problemas e neste momento encontra-se em Rio Branco. A peça que quebrou só tem em Porto Velho, mas já foi feito o pedido e estamos aguardando o conserto o quanto antes. Numa emergência, temos o suporte de Rio Branco e também do Bujari que nos encaminham a ambulância para transportar os pacientes”, comentou.

Revoltado com a situação, o vereador Tom Cabeleireiro (PV) denunciou o caso no Ministério Público de Sena. “O que está acontecendo em Sena Madureira é um verdadeiro absurdo. Levamos essa situação ao conhecimento do promotor para que alguma providência seja tomada já que o governo do estado não resolve o problema. Estivemos reunidos com o secretário estadual de saúde e pedimos mais uma ambulância para Sena Madureira, entretanto, até agora nada foi feito”, lamentou.

Com uma população estimada em 42 mil habitantes, Sena Madureira é o terceiro maior município do Acre, porém, não vem recebendo a atenção devida na área da saúde.


Veja também

Deixe seu comentário