18 DE SETEMBRO | |

Rio Branco, AC

Giro Acreano no Facebook Giro Acreano no Twitter Giro Acreano no Google Plus Fale conosco
Publicado em 31/08/2017 - 08:41

Exército realiza Operação “Escudo Negro” em Cruzeiro do Sul

A Operação contou com um efetivo aproximado de 250 militares, sendo 110 do COPESP, com o emprego de 02 (duas) helicópteros Black Hawk, meios fluviais e terrestres, equipamentos e armamentos de última geração e alta precisão.

Da Redação,
Portal Giro Acreano

No período de 09 a 26 de agosto de 2017, o 61 Batalhão de Infantaria de Selva e tropas do Comando de Operações Especiais (COPESP) do Exército Brasileiro, situado na cidade de Goiânia (GO), do 4 Batalhão de Aviação do Exército e Órgãos de Segurança Pública (OSP) realizaram na região do Alto Juruá a Operação Escudo Negro.

A Operação contou com um efetivo aproximado de 250 militares, sendo 110 do COPESP, com o emprego de 02 (duas) helicópteros Black Hawk, meios fluviais e terrestres, equipamentos e armamentos de última geração e alta precisão.

A Operação Escudo Negro teve como foco o adestramento especializado das tropas do 61 BIS e do COPESP, específico para o ambiente operacional local, ações de reconhecimento especializado, operações de inteligência e operações psicológicas.  Durante a Operação foram realizados o reconhecimento de marco de fronteira com o Peru, o deslocamento de tropas totalizando cerca de 1000 km percorridos e a ligação com tropas do Exército Peruano nas localidades de Tipisca e Breu, no país vizinho.

Como atividade complementar à Operação, foi realizada uma Ação Cívico Social (ACISO) na região do ramal São Domingos, em Mâncio Lima. A ACISO, que contou com o apoio da Prefeitura local, secretarias e outras organizações, atendeu mais de 100 (cem) famílias na região, por meio de atendimentos médico, odontológico, exames laboratoriais rápidos, distribuição de medicamentos, orientações de Assistente Sociais e assistência jurídica por integrantes da OAB.

 Os resultados da Operação Escudo Negro foram extremamente positivos, uma vez que foram atualizadas diversas informações sobre a região do Alto Juruá, permitindo a identificação de rotas de entrada e áreas críticas de crimes transfronteiriços e de pessoas que possivelmente contribuem para a ocorrência destes ilícitos.

A Operação Escudo Negro permitirá o emprego futuro e breve mais eficiente das tropas da Força Terrestre e OSP na região do Alto Juruá, visando o combate aos ilícitos transfronteiriços e ambientais.

* Com informações do Portal Juruá Online.


Veja também

Deixe seu comentário