18 DE SETEMBRO | |

Rio Branco, AC

Giro Acreano no Facebook Giro Acreano no Twitter Giro Acreano no Google Plus Fale conosco
Publicado em 25/10/2016 - 19:58

Auditores fiscais da Receita Federal deflagram greve no Acre

Categoria é contra mudanças no PL 5864/16 que trata de carreira tributária.
Durante greve, 30% do efetivo deve permanecer trabalhando.

No caso de dúvida, os contribuintes vão poder entrarm em contato com o plantão fiscal na Receita Federal em Rio Branco, Acre (Foto: Veriana Ribeiro/G1)

Auditores fiscais deflagraram greve nesta terça-feira (25) (Foto: Veriana Ribeiro/G1)

Os auditores fiscais da Receita Federal deflagraram greve, nesta terça-feira (25), nas unidades do órgão no Acre. O protesto, segundo os trabalhadores, é contra a articulação que envolve o Projeto de Lei (PL) 5864/16, que trata sobre a carreira tributária e aduaneira da Receita Federal do Brasil.

Os auditores alegam que o texto da lei sofreu mudanças que podem prejudicar os profissionais. A Receita Federal informou que não vai se pronunciar sobre a greve dos servidores.

Durante os dias de greve, as aduanas –  serviço de fiscalização, cobrança de tributos e apreensão de mercadorias indevidas – em Brasiléia, município que faz fronteira com a Bolívia e em Assis Brasil, fronteira com o Peru, devem realizar operações padrão como fiscalização criteriosa das mercadorias importadas e exportadas. Nas demais unidades da Receita, em Rio Branco e Cruzeiro do Sul, deve ser mantido apenas o efetivo mínimo de 30%, conforme exigência legal.

Na quinta-feira (27) a categoria deve fazer uma assembleia para definir se permanece com a paralisação. O movimento é nacional e de acordo com a os trabalhadores, a greve pode gerar impactos negativos para a indústria, comércio e serviços públicos básicos, pois com a paralisação dos auditores-fiscais a União deixa de arrecadar.

G1 Acre


Veja também

Deixe seu comentário